124 forum idosoDurante a palestra, o Dr. Wilson Roberto Alvarez explicou quais são os "venenos da alma". Foto: Oscar Jupiraci.

Essa pergunta foi respondida pelo público que compareceu ao 124° Fórum do Idoso, no Plenário Tereza Delta, da Câmara Municipal, na tarde de sexta-feira, 26 de agosto.

 

O evento, organizado pelo vereador Hiroyuki Minami, teve como destaque a palestra do Dr. Wilson Roberto Alvarez.

  

Clínico geral e geriatra, graduado pela Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo em 1980. Trabalhou por 17 anos na XEROX do Brasil com Programa de Qualidade de Vida. Cursou Terapia de Diagnose e Stress e Psiconeuroimunologia. Usa a Ortomolecular e a Oligoterapia como método terapêutico.

 

Dr. Wilson discutiu o tema “Os venenos da alma”, baseado em princípios das filosofias hindu e oriental, relacionados à terapêutica.

 

Segundo ele, os “venenos da alma” existem no reino animal e são anteriores ao ser humano. “Como somos uma evolução, trazemos esses ‘venenos’ no nosso sistema nervoso e por isso, às vezes, nos comportamos como animais. Estamos em processo evolutivo, no sentido de ir depurando e diluindo essas toxinas, de tal forma que não gerem efeitos deletérios a nós mesmos e às nossas circunstâncias”.

 

O palestrante esclareceu que, de acordo com a medicina chinesa, os “venenos da alma” são cinco: medo, raiva, alegria retardada, preocupação e tristeza. Cada um deles está associado a um elemento da natureza (água, madeira, fogo, terra e metal) e a órgãos do corpo humano.

 

Quando há um desequilíbrio energético, uma parte do organismo afeta a outra, podendo causar disfunções e doenças.

 

Veja as correlações na tabela:

 

Emoção Elemento Ação
medo água rins, órgãos genitais, ossos, coração, estômago
raiva madeira fígado, vesícula biliar, musculatura dos membros inferiores, ligamentos, tendões, visão
alegria retardada fogo coração, intestino delgado
preocupação terra baço, pâncreas
tristeza metal sistema respiratório

 

Como se livrar desses venenos? Para o Dr. Wilson, a resposta é simples: o perdão.

 

Ele afirmou ainda que, no tratamento holístico não se deve examinar apenas o corpo do indivíduo: “é preciso vê-lo de maneira integral, como um ser social, econômico, político e espiritual. No livro ‘Reinventando a medicina’, o autor, Dr. Larry Dossey, cita o trabalho de pesquisadores de instituições renomadas, como a Universidade de Harvard, para demonstrar a importância da oração e da espiritualidade no processo de cura do ser humano”.

 

O Fórum também contou com a participação do coral do Mesc (Movimento de Expansão Social Católica), sob a regência da maestrina Rosina Ricca Yoshida, apresentando canções da MPB.

 

O próximo encontro será no dia 30 de setembro, com a conferência do Dr. Arnaldo Lichtenstein. Ele discutirá o assunto: “Causas de confusão mental em idosos e cuidados em idosos que moram sozinhos”. O evento é gratuito, aberto ao público e sem inscrição prévia.

 

O Fórum do Idoso faz parte do calendário de atividades do Legislativo Municipal, sendo realizado nos termos da Resolução n° 2.918, de 31 de outubro de 2012, de autoria do vereador Hiroyuki Minami. 

 

124 forum idoso 2O vereador Minami entregou um broche e um galhardete da Câmara Municipal à Dra. Sonia Stefanato Alvarez, esposa do Dr. Wilson Alvarez. Foto: Oscar Jupiraci.