123 forum idoso 2A palestrante Cleusa Cirillo, ao lado do vereador Hiroyuki Minami, recebeu um broche e um galhardete da Câmara Municipal de São Bernardo do Campo. Foto: Oscar Jupiraci

 

O último encontro do semestre aconteceu na tarde de sexta-feira, 24/06, no Plenário Tereza Delta. O vereador Hiroyuki Minami explicou que organiza os eventos “para que as pessoas tenham informação suficiente para chegar à terceira idade com muita alegria, felicidade e qualidade de vida.” Ele fez questão de ressaltar que “o Fórum é voltado para toda a população, não tem faixa etária, são todos bem-vindos”.

 

Nesta edição, a terapeuta holística Cleusa Cirillo discutiu o tema Desperte sua alma e encontre a razão de viver. Ela abordou diversos aspectos da vida como o amor, os relacionamentos, a saúde, o medo, a inveja, o egoísmo e a importância do conhecimento adquirido com a maturidade. “Veja a sabedoria que acumulamos e podemos compartilhar. Que possamos servir de exemplo para os mais jovens. Quanto mais melhorarmos, mais aqueles que estão ligados a nós também vão se comportar assim. Temos que nos fazer queridos para que, aqueles que convivem conosco, queiram a nossa presença”.

 

Para a palestrante, “a fé é uma força espiritual que todos têm. Não é a reza que faz de você uma pessoa de fé, mas sim a força que você possui para superar as barreiras que a vida impõe. Nós temos o hábito de reclamar de tudo e não reconhecer o tempo do outro. Quando você vai comprar um pão, reconheça que alguém levou um tempo para fazê-lo. Na hora de pagar, pague com amor”.

 

Cleusa ainda propôs mudanças de atitude. “É preciso encarar a vida de uma forma diferente, com gratidão por ter disposição e vitalidade. Sem esquecer, é claro, o amor-próprio. Às vezes, só olhamos para o que é ruim, o que deu errado. Não vemos o que fizemos de bom todos esses anos. É preciso ter isso em mente para que, a cada dia, a gente se torne um ser humano melhor”.

 

O evento teve ainda a apresentação musical dos corais Sakurá e Feliz Idade, ambos sob a regência do maestro Cristhian Rafael Denardi.

 

Entre os convidados da mesa de honra estavam o vereador Hiroyuki Minami; a palestrante Cleusa Cirillo e seu marido, sr. José Wagner; o sr. Rogério Capetinga, representando o deputado estadual Orlando Morando e o sr. Hélio César Caratin.

 

O Fórum do Idoso faz parte do calendário legislativo da Câmara Municipal de São Bernardo nos termos da Resolução  n° 2918, de 31 de outubro de 2012, de autoria do vereador Minami. O próximo encontro será no dia 26 de agosto.

gospel 2

A abertura da 1ª Semana da Cultura Gospel foi realizada no dia 8 de agosto, no Teatro Lauro Gomes, em São Bernardo. O evento faz parte do calendário de festejos do aniversário da cidade, que completa neste mês 462 anosA programação irá até o dia 23 de agosto e contará com apresentação de bandas, orquestra e teatro em vários espaços culturais, além da exposição do Museu da Bíblia e uma Sessão Solene na Câmara Municipal.

O evento de autoria do vereador Rafael Demarchi, contou com a presença do secretário de Governo, José Albino, representando o prefeito Luiz Marinho, secretário de Serviços Urbanos, Tarcisio Secoli, deputado estadual Luiz Fernando Teixeira, vereador Reginaldo Burguês, presidente da OAB-SBC, Dr. Luis Ricardo Davanzo, presidente da AMME, pastor Giovani Ribeiro e os diretores da AGI – Associação Gospel Independente: Paulo Cesar Cruz e Davi Souza. A solenidade de entronização das bandeiras, ao som do hino à bandeira, foi conduzida pela Guarda Civil Municipal.

Rafael Demarchi destacou que esse projeto reflete a necessidade de uma parcela significativa da sociedade que não tem atrações culturais votadas para o gospel, “essa programação surgiu justamente para suprir essa necessidade”.

O deputado estadual Luiz Fernando, apoiador e incentivador do projeto desde o primeiro momento destaca a importância do projeto como forma de aproximar ainda mais, principalmente os jovens das igrejas. “Gostei tanto dessa ideia que aprovei o projeto antes de ouvir o termino das explicações. Tanto que estamos apresentando projeto de Lei para instituir o dia da Cultura Gospel no Estado de São Paulo e realizar em todo o Estado uma semana da Cultura Gospel.”

O Secretario de Serviços Urbanos, Tarciso Secoli apoiador do projeto destacou que a administração da cidade, liderada pelo prefeito Luiz Marinho tem dado importância a todos os segmentos da sociedade. “Apoiar a ideia e o projeto do vereador Rafael Demarchi é apoiar uma importante parcela da sociedade, especialmente a juventude, que demonstra seu trabalho e sua adoração, e mostra também o respeito do poder público que reconhece essa importância cedendo importantes espaços da cidade”.

A realização do evento foi bem aceita pelas diversas denominações de igrejas evangélicas, tanto que pastores e diáconos marcaram presença: Terezinha Rosa Farias, diaconisa da Igreja Além do Véu. Pastora Leidinalva Maria dos Santos Beio da Igreja Pentecostal Exaltados em Cristo; Miguel Bittar Júnior, diácono da Igreja Além do Véu; Adair Alves de Souza, pastor da Igreja Presbiteriana Renovada do Brasil; Alex Lima Soares da Silva, professor da Escola dominical da Igreja Assembleia de Deus Ministério São Bernardo; Marcelo Mangabeira, presbítero da Igreja Ministério Esperança; Pastor Marcos Roberto Beio da Igreja Pentecostal Exaltados em Cristo, Pastor José I. dos Santos da Igreja Bookafe um lugar de adoração, Pastor Claudinei Pedro Trindade da Igreja O Brasil para Cristo;  Pastor Junio Cesar da Igreja Comunidade Evangélica Sara Nossa Terra.

Matéria: Assessoria do vereador

Fotos: Oscar Jupiraci (CMSBC)

solene sehalO vereador Rafael Demarchi entrega a "Medalha João Ramalho" ao presidente do Sehal, Roberto Moreira. Foto: Oscar Jupiraci

A honraria foi entregue durante uma sessão solene na noite de segunda-feira, 27/06.  O vereador Rafael Demarchi, autor da iniciativa, explicou que o Sehal tornou-se merecedor da homenagem “por ser um sindicato empreendedor, que enxerga ‘fora da caixa’. Além de buscar alternativas ao tentar implantar novas medidas que ajudam na recuperação econômica da categoria, o Sehal organiza nosso maior festival gastronômico - a Rota dos Sabores - representa o setor com muita seriedade e afinco e briga por leis que beneficiem o segmento”.

 

O Sindicato das Empresas de Hospedagem e Alimentação do Grande ABC foi fundado em 12 de julho de 1943 e abrange todos os estabelecimentos dos setores de hospedagem e alimentação de Santo André, São Bernardo do Campo, São Caetano do Sul, Diadema, Mauá, Rio Grande da Serra e Ribeirão Pires. Representa um universo de 10 mil estabelecimentos que respondem por, aproximadamente, 100 mil postos de trabalho.

 

O setor inclui hotéis, restaurantes, bares, churrascarias, cantinas, lanchonetes, pizzarias, cafés, sorveterias e similares. Trata-se de uma entidade sem fins lucrativos, constituída com propósitos de estudos, coordenação, proteção e representação legal da categoria econômica de hospedagem e alimentação.

 

Em seu pronunciamento, o vereador Demarchi destacou a relevância do sindicato patronal, “o maior defensor dos interesses coletivos das empresas que representam porque conhecem o segmento, acompanham as regras e normas e interferem junto aos poderes municipais, estaduais e federais. Já é tempo dos empresários entenderem que a entidade sindical tem um papel fundamental na representação da categoria. Em virtude do momento que enfrentamos na economia do país, torna-se importante o seu fortalecimento. Uma categoria unida mantém um sindicato forte”.

 

Roberto Moreira, presidente do Sehal, agradeceu o reconhecimento. “Lutamos, sim, por uma representação honesta e dedicada que se inspira na luta diária dos nossos jurisdicionados, com seus negócios que geram empregos e renda a milhares de famílias. Eles trazem consigo o progresso e a dignidade a homens e mulheres que trabalham muito”.

 

Ele ainda enfatizou o compromisso do Sindicato com a capacitação de profissionais da área. “Ao longo desses anos, o Sehal e seus parceiros, como a Prefeitura de São Bernardo do Campo, formaram mais de 15 mil alunos nos cursos de panificação, permitindo que essas pessoas reescrevessem suas histórias, melhorando sua condição de vida”.

 

Além do vereador Rafael Demarchi, presidente da comissão organizadora, entre os presentes à mesa de honra estavam: Roberto Moreira, presidente do Sehal; Wilson Bianchi, vice-presidente do Sehal; dra. Denise Tonelotto; João Manoel Pinto Neto, delegado federativo do Sehal; o Secretário de Desenvolvimento Econômico de São Bernardo do Campo, Hitoshi Hyodo, representando o prefeito Luiz Marinho;  Milton Villela, representando o deputado federal Alex Manente e o dr. Rubens Rocha Pires, representando o presidente da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) - 39ª subseção.

 

A cerimônia foi realizada nos termos do Decreto Legislativo n° 1435, de 19 de outubro de 2015, de autoria do vereador Rafael Demarchi.

 

Clique aqui e veja as fotos do evento.

Sessão Solene Comemoração aos Imigrantes Japoneses 180616 Foto Oscar jupiraci 387O vereador Minami, ao lado do homenageado, o sr. Tetsuo Yoshimoto e sua esposa, a sra. Maria Thieko Yoshimoto. Foto: Oscar Jupiraci

A solenidade, realizada na tarde de sábado, 18/06, homenageou a comunidade nipo-brasileira por sua contribuição à cidade de São Bernardo do Campo. Durante a ocasião, o vereador Hiroyuki Minami, idealizador da cerimônia, entregou a "Medalha João Ramalho" ao sr. Tetsuo Yoshimoto.

 

De acordo com Minami, "há 19 anos conduzo essa sessão solene, proveniente de uma lei de minha autoria de 1998. A data foi escolhida por ser o dia em que o navio Kasato Maru chegou a Santos, em 1908, trazendo os primeiros 782 imigrantes japoneses. Eles saíram do porto de Kobe, no Japão, e viajaram mais de 50 dias até chegar ao Brasil."

 

No município, existem quatro entidades nipo-brasileiras. São associações que representam a comunidade japonesa, preservando a arte e as tradições. Em 1994, essas entidades formaram uma federação. Todos os anos, eles selecionam uma pessoa para receber a "Medalha João Ramalho".

 

Minami ressaltou que "em 2016, o indicado foi o sr. Tetsuo Yoshimoto, que tem uma longa folha corrida de serviços prestados em prol da preservação da cultura nipônica. Ele representa toda a comunidade nipo-brasileira. Nos conhecemos desde 1965, na primeira turma da ETE Lauro Gomes. É um privilégio conceder essa honraria a um amigo. Nada mais importante neste mundo do que a amizade."

 

O sr. Tetsuo Yoshimoto é integrante ativo da União Cultural Nipo-Brasileira de São Bernardo do Campo desde 1985. Além de ocupar a Presidência por 5 anos, assumiu diversas diretorias desde então. Também participa da União das Associações Nipo-Brasileiras na cidade. Foi Presidente da Comissão do Festival do Japão em São Bernardo do Campo nas três primeiras edições, nos anos de 2012, 2013 e 2014. Atualmente atua como Diretor Voluntário na Assistência Social Dom José Gaspar (Ikoi no Sono), instituição de acolhimento de idosos.

 

Durante seu agradecimento, o sr. Yoshimoto revelou que não esperava o mérito. "Por anos assistindo às sessões solenes da imigração japonesa, as personalidades que vi serem homenageadas com a 'Medalha João Ramalho' tinham ricas biografias e contribuíram muito com a sociedade nipo-brasileira. Nunca imaginei que, com meu modesto histórico, pudesse receber tal honraria". 

 

Ele lembrou o trabalho de seu pai como distribuidor de filmes japoneses "que matavam a saudade de sua terra natal" e finalizou seu discurso mencionando os princípios e valores nipônicos. "A lealdade, a confiança, a solidariedade, o respeito, a gratidão, a responsabilidade, o zelo, a perseverança, a harmonia, a honestidade. São esses os pilares trazidos pelos pioneiros que enriqueceram nossa cultura e que não devemos esquecer jamais".

 

O evento teve a participação dos alunos da União Cultural Nipo-Brasileira de São Bernardo do Campo; dos cantores Douglas Nishikawa e Emílio Goto; do coral da União das Associações Nipo-Brasileiras de São Bernardo do Campo e do Kiendaiko (grupo de taikô, um instrumento de percussão japonês).

 

Ocuparam a mesa de honra: o vereador Hiroyuki Minami, presidente da comissão organizadora; sr. Satoshi Morita, representando o cônsul-geral do Japão; o sr. Tetsuo Yoshimoto, acompanhado de sua esposa, a sra. Maria Thieko Yoshimoto; o coronel Marcos Makoto Noda, comandante do 40° Batalhão de Polícia de São Bernardo do Campo; subtenente Antônio Gomes de Lima, chefe de instrução do Tiro de Guerra 02-078 de São Bernardo do Campo; o sr. Satoro Matsufuji, presidente da União das Associações Nipo-Brasileiras de São Bernardo do Campo; o sr. Pedro Tsunehiro Miura, presidente da comissão organizadora dos festejos das 35ª Festa da Imigração Japonesa de São Bernardo do Campo e presidente do Grêmio Recreativo Rudge Ramos; o sr. Silvio Nakashima, presidente da União Cultural Nipo-Brasileira de São Bernardo do Campo; sr. Tadatoshi Fujimori, presidente da Associação Cultural de Mizuho; o sr. Yoshihiro Kanatani, presidente da Associação Cultural, Recreativa e Esportiva Pauliceia; os deputados estaduais Orlando Morando e Jooji Hato e o sr. Hirofumi Ikesaki, empresário.

 

A sessão solene foi realizada nos termos da Lei Municipal n° 4629, de 28 de maio de 1998. 

 

Clique aqui e veja as fotos do evento.

 Esudantes jornalismoMETODISTA: Estudantes de jornalismo gravam matéria para o telejornal da Universidade. - Foto: Oscar Jupiraci

 

Na quarta-feira, 25/05, estudantes do terceiro ano de Jornalismo da Universidade Metodista acompanharam a sessão legislativa.  Munidos de câmeras e microfones, os futuros profissionais produziram uma reportagem em vídeo para uma das disciplinas do curso.

A proximidade do primeiro turno das eleições municipais, em 02 de outubro de 2016, que elegerão, em todo país, prefeitos, vice-prefeitos e vereadores, motivou a vinda dos alunos das oficinas de telejornalismo ao Plenário Tereza Delta.

Thamiris Galhardo, 20 anos, já é frequentadora habitual da Casa.  Como estagia na redação da faculdade escrevendo para o Rudge Ramos Jornal, ela acompanha as sessões todas as quartas-feiras. “A política me intriga. Tento fazer com que esse assunto se torne fácil para os meus leitores”, destacou.

Felipe Siqueira, 19 anos, compartilha o mesmo gosto: “Sempre quis ingressar nessa área, só não tive oportunidade ainda. Vou aproveitar para aprender e conhecer, já que é um tipo de cobertura que me interessa muito”.

Porém, eles são minoria entre os colegas, que preferem outros assuntos como o esporte. Gabriela Ribeiro, 19 anos, explicou que “mesmo gostando muito de Fórmula 1 e futebol, descobrimos outras opções na faculdade. Na nossa profissão, cobrimos não só aquilo que a gente gosta”. 

Victor Godoi de Carvalho, 22 anos, concordou: “No início, a maioria dos colegas quer ser jornalista esportivo, mas, no decorrer do curso, muitos mudam de ideia, descobrem outros caminhos”. “O importante é não se restringir àquilo que temos mais afinidade”, acrescentou Carlos Eduardo Silva Alves, 21 anos.

Para Victor, a visita foi considerada “uma chance de sair da ‘zona de conforto”.  Alguns tiveram, até mesmo, que consultar o Regimento Interno, um conjunto de regras que regulamenta o funcionamento da Câmara.

“As sessões são muito complexas. Antes, era ainda mais difícil. Eu não entendia nada do que os vereadores diziam. Mas, com o tempo, me adaptei.  A forma como eles falam, como eles votam. Tudo isso faz parte das normas”, explicou Thamiris.

Dividindo as funções de repórter, editor e cinegrafista entre si, os universitários buscaram, em suas pautas, entender o processo legislativo, os trâmites das leis e as reivindicações apresentadas na Tribuna Popular - o uso da palavra por representantes da comunidade.

“Acho válido os cidadãos virem aqui e mostrarem que estão insatisfeitos, pedir mudanças, porque é aqui que isso realmente pode acontecer”, avaliou Carlos Eduardo. “Vale a pena exigir algo que é direito nosso”, completou Victor.